Confira agora os 5 principais cursos para trabalhar embarcado

4 minutos para ler

Talvez você já tenha ouvido falar sobre os bons salários e benefícios oferecidos a quem trabalha em plataformas petrolíferas, principalmente as offshore, que são aquelas que se localizam em alto-mar.

O petróleo talvez seja a matéria-prima mais importante do planeta, o que faz o setor crescer de forma constante. Por isso, sempre há uma grande demanda por bons profissionais, de forma que candidatos qualificados não encontram dificuldades para conseguir emprego. 

Inclusive, após ter sido afetado pela crise, o setor voltou a crescer em 2019 e deve criar até 400 mil vagas nos próximos dois anos. Na verdade, espera-se, até mesmo, que venham a existir gargalos diante da possibilidade de não surgirem profissionais suficientes para atender a demanda.

Assim, uma vez que é preciso investir no autodesenvolvimento profissional e se qualificar para conseguir um emprego offshore, neste artigo, apresentamos 5 cursos para trabalhar embarcado que você precisa conhecer. Continue a leitura e saiba quais são eles!

1. Curso básico de segurança de plataforma

Também conhecido como Curso de Salvatagem, o curso é obrigatório para todos os profissionais que trabalham embarcados. Aborda questões como sobrevivência no mar, segurança ao permanecer embarcado em alto-mar e combate a incêndio.

2. Treinamento de escape de aeronave submersa

Também conhecido pelo nome em inglês Helicopter Underwater Escape Training (HUET), o treinamento aborda os procedimentos básicos de segurança necessários em caso de acidente envolvendo o helicóptero que transporta os profissionais para a plataforma.

Mesmo não sendo um treinamento obrigatório, o HUET representa um grande diferencial para o profissional interessado em trabalhar embarcado.

3. Curso técnico em mecânica

Trata-se de um curso que capacita o profissional a trabalhar na elaboração de projetos mecânicos e na manutenção de máquinas, o que inclui usinagem de peças e reparos em equipamentos. Essa formação é um grande diferencial para quem deseja trabalhar em plataformas offshore.

4. Curso de plataformista

O objetivo do curso é preparar o profissional para manusear acessórios e materiais em plataformas petrolíferas, bem como para montar e desmontar equipamentos em harmonia com as normas de segurança, saúde, qualidade, respeito ao meio ambiente e responsabilidade social.

5. Curso de torrista

Torrista é o profissional que trabalha na perfuração de poços, sendo responsável pelas manobras em colunas e operação de bombas. Ele também participa das sondagens, orienta os plataformistas e acompanha o técnico químico durante a aplicação de aditivos nos fluidos de perfuração.

O curso de torrista visa capacitar o profissional a desempenhar todas essas funções, que envolvem, inclusive, espírito de liderança e capacidade de coordenar o trabalho de uma equipe.

6. Língua estrangeira

Geralmente, conhecer uma língua estrangeira não é obrigatório para trabalhar embarcado. Entretanto, isso pode fazer uma grande diferença em sua carreira. Para começar, muitos manuais de operação estão disponíveis apenas em inglês, de forma que, se você conhecer a língua, terá muito mais facilidade para dominar processos e operar máquinas. Além disso, visto que pode haver muitos estrangeiros trabalhando na plataforma, saber se comunicar em inglês vai colaborar bastante para o entrosamento e o trabalho em equipe.

A maioria das empresas do ramo offshore oferecem não apenas altos salários, mas também benefícios como assistência médica e odontológica extensiva aos dependentes, seguro de vida, bônus por desempenho e participação nos lucros, entre outros. Por isso, realmente vale a pena crescer na carreira, qualificando-se e fazendo cursos para trabalhar embarcado.

Gostou das dicas que trouxemos neste artigo? Quer tirar alguma dúvida ou dar sua opinião? Deixe um comentário logo abaixo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário