Descubra como fazer marketing pessoal e crescer na carreira

3 minutos para ler

“Quem não é visto não é lembrado.” No mercado de trabalho, ser enxergado pelas pessoas certas pode levar um profissional longe. É por isso que investir em marketing pessoal é mais do que uma boa ideia: é uma necessidade.

Quer entender do que se trata esse conceito e como você pode colocá-lo em prática? Então continue lendo este post!

O que é marketing pessoal?

Se o marketing tradicional foca no anúncio de produtos e serviços, o marketing pessoal destaca pessoas. Podemos dizer que ele impulsiona a imagem de alguém, tornando a pessoa atraente para o seu público, seja ele um grupo de seguidores ou de empregadores.

Para quem busca uma colocação no mercado, o marketing pessoal é essencial para mostrar o seu potencial. Transformar o seu nome em uma marca forte no universo dos talentos é a chave para atrair a atenção de recrutadores.

Como colocá-lo em prática?

Engana-se quem pensa que o marketing pessoal só pode ser adotado por pessoas extrovertidas. Essa ferramenta também pode ser usada pelos profissionais tímidos que desejam fortalecer a sua imagem e vender o seu trabalho.

Veja algumas maneiras de colocar essa estratégia em prática:

Pratique o autoconhecimento

A máxima grega “conhece-te a ti mesmo” não é um clichê quando o assunto é marketing pessoal. O autoconhecimento é uma das qualidades dos profissionais que conseguem alavancar a sua carreira. Afinal de contas, um bom vendedor conhece muito bem o produto que vende.

Conhecer as suas próprias competências, assim como as suas limitações, permite que a pessoa se venda da forma certa. Da mesma maneira, ajuda na busca pelo desenvolvimento pessoal.

Construa uma rede de relacionamentos

O networking é uma das melhores ferramentas para fortalecer a sua marca pessoal. É importante se cercar de pessoas que possam acrescentar conhecimentos e criar um círculo profissional valioso e promissor.

Eventos corporativos e redes sociais como o LinkedIn são ótimos espaços para construir uma rede de contatos na qual você pode trocar experiências e mostrar o seu trabalho.

Valorize os seus diferenciais

Mesmo atuando dentro em uma mesma área, nenhum profissional é igual ao outro. Sendo assim, é interessante destacar os seus diferenciais, que podem estar atrelados ao seu currículo, como as suas especializações.

Outras qualidades valorizadas são as soft skills. Tratam-se de competências como criatividade, proatividade e boa comunicação.

Atente-se ao seu visual e à sua postura

De que forma você gostaria que outras pessoas te vissem? O marketing pessoal tem o propósito de moldar a imagem do profissional, adequando a sua imagem ao que ele gostaria de transmitir.

É claro que a apresentação física conta pontos para estabelecer uma imagem de profissionalismo e responsabilidade. Por isso, trabalhe em cima desse aspecto nas suas redes sociais e durante as suas reuniões de negócios e entrevistas.

Em um mercado cada vez mais competitivo, não trabalhar o marketing pessoal pode fazer você ficar para trás e perder ótimas oportunidades. Por isso, invista em estratégias que valorizam o seu trabalho e não tenha medo de mostrar as suas qualidades.

Você trabalha o marketing pessoal na sua rotina? Então conte para nós, nos comentários, quais são as estratégias que você usa.

Você também pode gostar

Deixe um comentário