Aprenda como montar um currículo ideal para o setor de óleo e gás

4 minutos para ler

O setor de óleo e gás costuma ter vagas extremamente atraentes para profissionais que buscam uma recolocação no mercado. No entanto, é preciso se destacar para os recrutadores, e o primeiro passo para isso é montar um currículo impecável.

Para não perder boas oportunidades de emprego, confira, neste texto, como um bom currículo faz a diferença na seleção e quais características ele precisa ter para chamar a atenção das melhores empresas do setor. Continue a leitura!

Por que um bom currículo faz a diferença?

Com o mercado cada vez mais competitivo, é de imaginar que os recrutadores recebem centenas de currículos para cada vaga. Por isso, pequenos erros ou a falta de informações objetivas acabam sendo um fator de descarte rápido dos candidatos.

Como seu currículo é seu cartão de visitas, é fundamental passar uma boa impressão e mostrar às empresas que você está no grupo de talentos promissores para a vaga.

Como montar um currículo impecável?

Você sabe quais fatores as empresas realmente consideram como parte de um bom currículo? Veja abaixo e aprenda a montar um currículo vencedor.

Conheça a estrutura ideal de um currículo

Expor seu potencial como profissional para a vaga em aberto é o objetivo central do currículo. E isso precisa ser feito de forma organizada e objetiva, sem rodeios, mas sem omissão de informações importantes.

Para tanto, você pode se guiar pelos dados fundamentais que devem constar no documento:

  • dados pessoais e de contato;
  • objetivo de atuação;
  • formação acadêmica;
  • experiência profissional;
  • cursos e conhecimentos relevantes;
  • competências pessoais.

Liste as experiências profissionais recentes

Nem todas as suas experiências de carreiras precisam ser colocadas na hora de montar um currículo. É melhor valorizar aquelas que realmente podem agregar valor à sua imagem para o cargo em vista.

Coloque as experiências da mais recente para a mais antiga, lembrando de destacar o cargo ocupado e algumas das atividades exercidas no posto. Afinal, são esses detalhes que são relevantes para os recrutadores descobrirem se você é a pessoa que eles procuram.

Especifique sua formação

A formação acadêmica precisa estar evidente, assim como os cursos realizados que sejam interessantes para a vaga. Novamente, nem todos os cursos precisam ser listados, sendo melhor priorizar os que mostram uma pessoa capacitada para o cargo em questão.

As empresas querem profissionais que sejam realmente qualificados para a posição que anunciam. Por isso, o ideal é não disputar oportunidades que não estão ao seu alcance de formação. Isso pode acabar “queimando” uma chance com a empresa.

Exponha habilidades e competências

Uma característica do mercado atual é que as organizações procuram profissionais que tenham tanto habilidades técnicas quanto competências socioemocionais.

Quais qualidades pessoais podem fazer a diferença no cargo que você quer ocupar? Listá-las também é interessante. No entanto, fuja do clichê e busque falar de características diferenciadas.

Capriche na escrita

Como já falamos, o currículo é sua apresentação. Erros de português e uso inadequado de termos técnicos são alguns problemas que podem fazer você perder uma chance. Para evitar esses equívocos, peça para que outra pessoa revise o documento antes de enviá-lo.

Outra dica é fazer um pequeno resumo profissional no início do currículo, que fale um pouco de sua trajetória. Assim, você torna o documento mais pessoal e permite aos recrutadores uma leitura rápida sobre seu perfil.

Esperamos que este conteúdo ajude você a montar um currículo atrativo para os recrutadores do setor de óleo e gás.

Para aumentar suas chances de conseguir a vaga ideal, veja em nosso outro artigo como o LinkedIn pode ajudar a encontrar oportunidades na sua área.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Abrir conversa
Ajuda?
Olá! 👋
Podemos Ajudar?